domingo, 12 de abril de 2009

As noites de Amanda

Amanda não gosta de dormir.
mas esta noite o quer fazer.
e como quem vai deitar
em um berço póstumo,
deixa seu último alento:

“Estou em dor.
me sinto desamparada,
abandonada,
sozinha.
a lua é minha única
companhia.
e ela chora comigo.
no meu peito
um aperto sem fim.
uma angustia
que segura a respiração,
que desconstrói o tempo,
que remexe a estrutura da poesia.
e dela,
como sangue
que escorre do espinho,
homenageia a tolice do amor.
novos rumos esperam.
mas me sinto sem rumo.
a aurora é inevitável.
amanhecer um martírio.
o dia inteiro para viver
este cigarro que não cessa,
este sorrir que não ilumina,
esta água que inebria.
até a lua
parece estar
cheia de mim.
conto uma estrela por lagrima.
a noite esta estrelada.
os olhos caem em desespero.
confundem desconsolo e sono.
desesperadamente preciso dormir...”

E sob a luz apagada do abajur,
Amanda desfalece no seu sono.

2 comentários:

.Castro disse...

lindo! Me indentifiquei com a Amanda... :)

Clarananda disse...

Significado de Amanda: ser muito amado...
"Amei" ...e posso dizer que em muitos momentos me sinto tanto amanda em seu significado, quanto amanda em seu verso.